terça-feira, 18 de outubro de 2016

escrito poético.


Ah!... primeiro ao longe e depois de perto, o espinhaço! 
A grande espinha! 
A gentil cordilheira que marca uma parte do Brasil, 
de picos, serras, pedras e montanhas. 
E nos oferece as alturas dos espaços e 
os desenhos e volumes dos seus rastros.

Ah!... o espinhaço! 
Todos os encontros pelos lugares dos seus caminhos! 
O silêncio, a grandeza e 
a beleza diante dos desenhos e formas de suas passagens. 
Gigante em mar.

Ah!... por dentro do espinhaço! 
O cerrado de plantas, faunas, quartzitos e águas! 
As montanhas calmas e as muralhas ao redor, como abraços.



gmf.
tributo à maravilha natural em brasil - mg/bahia.

(re)postagem: paulo freire

http://decompartilhamentos.blogspot.com.br/2013/06/porque-sempre-e-o-momento.html


domingo, 2 de outubro de 2016

coleta de imagem: em meio à oficina de inverno.





















... e o prazer de coletar imagens durante a oficina de cerâmica xacriabá dentro do festival de inverno ufmg. no local cenário das atividades de uma semana inteira.
fotografia gmf.