sexta-feira, 7 de julho de 2017

das perólas da infância: sobre bailes juninos e pavão.


na festa junina em praça aberta, os dançarinos e dançarinas dançavam, para que os outros os vissem nos seus passos, giros, volteios ritmados e centrados. eu, ao lado de uma mãe com seu pequeno menininho de uns 5 anos sentado na grade protetora e apoiado pelos braços dela. começamos um curto diálogo. o menino me fala que gosta muito de assistir aquilo e são tantas as cores e os passos em ritmo com as músicas, as saias girando abertas, as fitas em balanços... tudo tão bonito!... então, ele me diz: “- ontem eu vi um pavão.”.

escrito poético.

...esse vento que carrega delicadamente as nuvens volumosas,
que desenham formas abstratas e brancas sobre o fundo azul, no ar.
ah... esta saudade do mar!...

terça-feira, 20 de junho de 2017

das perólas da infância: novo quadro.

tem peróla da infância aqui.
incicio nova vertente/quadro... atualizo informação.

rendariô.

nova linha de desenho em louças. folhas.



rendariô.
gmf.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

escrito poético.



          em belo horizonte, o mercado distrital fecha as 18hrs, pontualmente.
          se você entrar alguns minutos antes das 18, apressadamente... 
          seus ouvidos recebem a sonoridade do baixar de portas
          em ritmo frenético e coletivo,
          que descem por mãos ligeiras, certeiras e convictas.
          em seguida, sirene!... ponteiros acertados?!
          tocam a ave-maria, das 18. ouçam!
          sutil - ou, nem tanto - ‘passa fora’.


                  gmf.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

rendariô.




xícara "diadorim" - grande sertão veredas / guimarães rosa.




xícara "geométrico"

gmf.

terça-feira, 16 de maio de 2017

na mesa da thereza portes, com a thereza portes e a rua.








 





fui convidada pela artista thereza portes a participar ativamente em sua mesa de café e chás. a artista desenvolve projeto 'a mesa de thereza' em vários pontos da cidade, indo daqui ali continuamente.
é um trabalho pra mim, de aconchego, de humanidades, além das questões conceituais em arte política, além dos conceitos particulares da artista. o momento também enriquece meus próprios conceitos, idéias e produções.
me sinto integrante de sua mesa como percebo que assim se sentem tod@s os que dela se aproximam e conosco bebem e comem.
obs: os bordados na toalha estão em permanente construção. são feitos pel@s passantes, acompanhantes mais assídu@s, tod@s que se interessam em registrar algo seu na toalha da mesa, com as linhas e agulhas do bordado, ali, no momento em que a mesa acontece ao público. eu disse, ao público. arte pública.

https://www.facebook.com/thereza.portes?hc_ref=SEARCH

agradeço thereza portes pela oportunidade de atuação junto ao seu projeto.

arte na educação: desenhando com massinhas coloridas e barbante, no papel.

   


  

 



 











fomos novamente ao desenho com massinhas coloridas no papel. desta vez, introduzi na mesma produção del@s, o barbante (linhas e massas).
as criações foram livres, as imagens, espontâneas como são geralmente às crianças de 6 anos.

gmf. e 1º ano 1º ciclo.