segunda-feira, 30 de maio de 2011

inte(i)rando: doe

http://twitter.com/#!/sangueraro
é sempre importante participar do mundo, no mundo, de forma positiva e em interação.

rendariô




para três bebês que estão por perto.
gmf.

caravelas: mutirão

as caravelas do mar.
refiro-me aos seres gelatinosos que flutuam pelos oceanos puxando com seus tentáculos o que será seu alimento em momento apropriado.
aqui, busco representar o movimento das memórias e vivências adquiridas. cada um dos objetos transparentes carrega consigo outro objeto dentro dele. Os conduzidos variam de pequenos fragmentos de pesquisa visual, plástica e estética, a partes de objetos da memória em outras experiências pessoais minhas.
levei este trabalho à escola, durante a exposição que organizei e cujo registro apresento em postagem abaixo desta.




gianemf.
2008/2011

arte na educação: exposição artística na escola





para que a comunidade escolar (principalmente, aqueles com quem trabalho diretamente) conhecesse um pouco de minhas produções como artista e vissem também as participações dos estudantes (em sua maioria, através de desenhos) dentro da exposição. e para que estes estudantes tivessem ainda, uma noção do modelo expositivo de galeria, ainda utilizado no meio artístico. na verdade, me utilizo e os apresento predominantemente as intervenções (arte pública) nas aulas mas, tem havido uma curiosidade deles e delas a respeito desse espaço mais tradicional. a exposição teve portanto, caráter também um tanto pedagógico.



dentre alguns trabalhos produzidos com desenhos das crianças, está "contagem de cem anos". alusão a "contagem das abóboras", nos cem anos da cidade.

escrito poético

as bicicletas das cidades
são os pequenos barcos na amazônia.
ruas
rios.
gianemf.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

segunda-feira, 16 de maio de 2011

inte(i)rando: enquanto isso...

na arte:
"... o trabalho* proposto para o espaço público urbano é dirigido a um público heterogêneo que normalmente passa por ele quando realiza seu percurso cotidiano."
* original do autor: a obra. alteração minha para postagem neste espaço.
arte pública - diálogo com as comunidades
fernando pedro da silva editora c/arte 2005


na educação:
"aprende-se através de uma multiplicidade de linguagens: brincando, falando, escrevendo, lendo, construindo coisas, explorando o mundo, exprimindo os afetos através do corpo, do desenho, do olhar. tudo que aprendemos faz parte da nossa cultura e, através dela, damos significado ao nosso mundo particular (goulart, 1999).
desenvolvimento e aprendizagem
org. alysson carvalho, fátima salles, marilia guimarães
ed. ufmg 2002