quinta-feira, 7 de agosto de 2014

escrito poético

as painas vão se desprendendo aos poucos de seus galhos.
enfeitam a atmosfera
como neve de um lugar tropical.

gmf.

Nenhum comentário: