domingo, 28 de fevereiro de 2010

breve histórico: cristal de fóssil no quintal




cristal de fóssil no quintal - 2008.
gianemf.
trabalho selecionado e exposto no 14º salão unama de pequenos formatos. belém(PA) - 2008
(objeto: trabalho em técnica mista: monotipia, bordado, costura, resina, colagem e serigrafia.)

2 comentários:

Cristina disse...

Seu trabalho é vc. Vc é muito competente, porque consegue quase que escancarar sua intimidade de maneiras extremamente próprias e cobertas de poesia refinada, elegante, delicada. Como te conheço bem, te vejo demais nas produções. São quase a Giane em pessoa, travestida nas coisas que acredita e ama. Parabéns, sua relação com a arte é linda.

Não seja o mesmo.
Julian Green


"Você sabe tão bem quanto eu,
que uma das principais causas do tédio
é a estreiteza do nosso destino.
Todas as manhãs, despertamos iguais ao que éramos na véspera.
Ser eternamente o mesmo é insuportável para os espíritos
refinados pela reflexão.
Sair do próprio eu é um dos sonhos mais inteligentes que um homem pode ter".

fonte:http://www2.tvcultura.com.br/provocacoes/poesia.asp?poesiaid=651

giane. aprendiz. disse...

...
!
fiquei sem palavras para comentar o seu comentário...
agradeço a disponibilidade de sua percepção também sempre tão aguçada.
obrigada ainda, pelo trecho profundo e belo que se segue ao seu.