sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

"Acerolas!!!
Lembro de quando frequentava a casa de uma amiga que morava perto de mim.
Tudo era motivo de reunião: trabalhos escolares, dia das mães, véspera de natal e páscoa (datas em que a gente fazia lembrancinhas para dar de presente utilizando as sobras do que a mãe dela usava em seus artesanatos).
A mãe dela sempre recebia a gente (éramos 4) na maior festa, colocava o micro system lá fora com uma boa música e servia suco de acelora com pão de queijo e pão caseiro feito no forno a lenha.
Eu achava a coisa mais curiosa do mundo as habilidades da mãe dela: costureira, bordadeira, doceira, salgadeira, artesã, revendedora e boa mãe. Criava galinha, cultivava horta e árvores frutíferas, de onde saíam as melhores acerolas do mundo!"
ANDREIA BATISTA

"Voltei pro passado,perto, mas tão longe. Na casa de minha querida avó Quiquita, tinha um pé de pitanga. tinha não, ainda tem, acreditem, o pé de pitanga tem mais de 40 anos. Mas minha vó já não está mais aqui, entre nós.Tenho saudades dela dizendo '-Cristina, as pitangas estão docinhas, docinhas.' Eu descia correndo pro quintal e ficava horas comendo pitanga. Que saudades da pitanga, que saudades da vovó. Te amo VÓ, muito."
TEREZA CRISTINA

Nenhum comentário: