domingo, 6 de dezembro de 2009






num outro banco da mesma praça - moça e rapaz - estudantes:
surpresa, receio, curiosidade,cumplicidade, interação, troca (nesta ordem).


a sensação de tocar as pessoas durante suas rotinas traz alguma satisfação. mesmo que elas não me saibam ou que eu não as saiba todas, ou por isto. e tocando-as como seres humanos que somos, nem mais, nem menos.

4 comentários:

Dedeiasun disse...

Achei o máximo essas estrelinahs espalhadas! Se eu fosse essa moça, pegaria um monte delas e ainda ia ficar procurando o responsável por "abandoná-las" lá.
Isso me lembra coisa de infância...

giane. aprendiz. disse...

legal!
... procurar o responsável por elas - as estrelas -, lá. e eu estava bem ali, assistindo e registrando. eles nem perceberam alguém por perto.
eu acho que "coisa de infância" mesmo, é perceber mais as coisas. e como nesta fase da vida somos mais perceptivos, vivenciamos muitas "simplicidades".
obrigada pelos comentários.
bye!

Patricia Franca disse...

Giane, obrigada pelos poemas.

giane. aprendiz. disse...

ok.
obrigada pela visita, patricia.